Não é o amor que sustenta o relacionamento, é o modo de se relacionar que sustenta o amor

Modo de se relacionar. Amar é tão simples.

As pessoas é que complicam, as pessoas é que idealizam demais e esquecem de viver a realidade que, por mais complicada que possa parecer, continua linda de viver.

As pessoas se esquecem de que o amor precisa ser alimentado não com presentes e jantares caros.

Não, o amor não precisa ser financiado para se manter.

O problema é que as pessoas se esquecem do chocolate favorito quando vão ao mercado.

+ Casais felizes não falam de seu relacionamento nas redes sociais

Se esquecem de que aquela camiseta do Star Wars vai fazer o coração do outro bater mais forte e que o sorriso vai ser desenhado aos poucos em seu rosto como quem diz obrigada.

As pessoas se esquecem da cor favorita, da sobremesa preferida, se esquecem de que um filme de comédia romântica, em um final de tarde no domingo, faz bem.

As pessoas se esquecem de elogiar aquele vestido novo, de dizer o quanto está linda naquele pijama velho que a deixa ainda mais bonita.

As pessoas se esquecem de tirar um tempo de qualidade para escutar o outro.

+ Suas fotos podem ter vazado, saiba como atualizar o WhatsApp

Não precisa de buquê no trabalho, não precisa levar para jantar em um restaurante caro, não precisa encher de joias, comprar presentes caros.

Não precisa disso para manter a chama do amor acesa. Não é isso que faz pegar fogo.

O problema é que as pessoas são intensas demais no começo de um relacionamento e fazem de tudo para conquistar o outro, mas não sabem como lidar com todo o sentimento que, às vezes – na maioria das vezes – parece não caber dentro da gente.

E aí vem os inúmeros presentes, os inúmeros agrados, os inúmeros elogios e depois de um tempo, a insegurança vai embora e a gente se esquece de que é preciso conquistar todos os dias.

+ Cachorros enxergam seus donos como se fossem seus pais, afirma estudo

Mas isso, ao contrário do que muita gente pensa, não é um fardo, obrigação e está longe de ser um sacrifício.

É a simplicidade que emociona, é o beijo de bom dia, é o “sonhei com você”, é o elogio sincero e inesperado, é o cuidado, é fazer aquele mousse de maracujá, preparar uma janta em casa mesmo e dizer:

Só tinha ovos, fiz um omelete delicioso pra nós dois. Espero que goste.

Um recado deixado no meio dos seus livros é o suficiente para fazer o nosso coração sorrir.

+ Como D&D conseguiram estragar a história de Game of Thrones?

Não deixe cair na mesmice, continue fazendo aquele belo sorriso brotar, aqueles lindos olhos brilharem.

Vai, continua fazendo aquele corpo balançar com o teu toque.

Vai, mantém essa chama acesa e deixe incendiar.

Fonte: resilienciamag

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *